Arquivo para apneia

MAIS NOTÍCIA SOBRE O TRATAMENTO DO RONCO

Posted in ORTODONTIA with tags , , , on 15 de abril de 2010 by RoAnDin

Aparelho intraoral pode ser novo aliado contra o ronco

Dos onze pacientes avaliados por brasileira, oito se livraram do problema

MARIANA VERSOLATO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Um aparelho intraoral que facilita a passagem do ar e deve ser usado durante o sono é mais uma esperança no combate ao ronco. Patenteado com o nome de “No Snore”, ele foi desenvolvido há oito anos por Cynthia Gomes Ribeiro, professora de odontologia da Universidade Federal de Alagoas.
Neste ano, ela avaliou o uso do aparelho por 11 pacientes com síndrome da apneia obstrutiva do sono para sua tese de doutorado, defendida na Faculdade de Odontologia de Piracicaba, da Unicamp.
Esse distúrbio, que atinge cerca de 5% da população, abrange sintomas como ronco, paradas respiratórias durante o sono, sonolência diurna excessiva, diminuição da concentração e do aprendizado, entre outros. Segundo a ortodontista, trata-se de uma doença progressiva que pode levar ainda a arritmias cardíacas, infarto e favorecer a instalação da hipertensão e do diabetes.

Menos sintomas
Dos 11 participantes, dez tinham episódios excessivos de sono durante o dia e utilizaram o aparelho intraoral por três meses consecutivos. Em oito, os sintomas desapareceram, enquanto dois tiveram redução da sonolência diurna. A comprovação ocorreu por meio de testes de vigília com eletrodos.
Segundo a pesquisadora, o aparelho promove o avanço da mandíbula de forma progressiva e permite uma pequena abertura da boca. “Ele também é confortável, o que aumenta a adesão ao tratamento, e não sai da boca durante o sono”, diz.
A apneia obstrutiva do sono pode ser tratada com cirurgia (para aumentar o espaço da faringe e melhorar a passagem de ar ou para promover o avanço da mandíbula), com uso de máscara nasal e com aparelhos intraorais, como o “No Snore”.
Os pacientes interessados em tratar o ronco ou a apneia obstrutiva do sono deverão passar por um ortodontista e realizar uma série de exames, de acordo com Ribeiro. Se comprovada a indicação de uso do “No Snore”, um profissional qualificado poderá fabricar o aparelho, disponível nos consultórios de especialistas com treinamento para tratar esse tipo de distúrbio, e adaptá-lo à cavidade oral do paciente.

Fonte: Folha de S. Paulo – 12-04-10