Archive for the Livros Category

CARPINEJAR E O TWITTER

Posted in Livros with tags , , , , , on 25 de agosto de 2010 by RoAnDin

Em tempos de Internet, acredito que nada mais democrático do que o Twitter. A cada dia vejo mais pessoas aderindo aos desafios dos 140 caracteres. E não dá para citar o Twitter sem falar de Fabrício Carpinejar, que no ano passado reuniu algumas dezenas de tweets e lançou o pequeno livro [no tamanho] mas gigante no conteúdo http://www.twitter.com/carpinejar, lí em quase uma hora [levei um bolo de um paciente] e fiquei ainda mais surpreso com Carpinejar. Já o conhecia desde 2005 quando li As Solas do Sol e agora o sigo no Twitter é claro. Há duas semanas fui em um bate papo com ele. E só pude constatar a inteligência, rapidez e simpatia do gaúcho que se considera natural de três cidades: Caxias/SL/POA.

Nem tente entender tudo…

Conversei algumas palavras, foto e tudo mais que fã tem direito. E isso me rendeu a dedicatória: Para Roandin, amigo, que já perdeu o juiz*. Beijo Carpinejar

* aqui ele faz uma alusão ao fato de eu ter morado quase uma década na mineira Juiz de Fora

Entre seus tweets pode se dizer que dois deles são quase odontológicos:

No amor, o dente deseja roçar como o lábio, o lábio morder como o dente. 4:58 PM  Aug 10th from mobile web

Meus dentes são tortos. Esse é o meu método. Mastigo as palavras. Vou falando sozinho até ser ouvido. 12:27 PM Jun 30 th from web

Hoje tem mais Carpinejar no Teatro da Caixa. Alguém tem dúvida se eu estarei lá?

Dedico este post ao Frank do odontoBLOGia que também vibrou com a entrevista de Carpinejar no Jô Soares. Sei disso porque twittávamos  (já virou verbo?), ao mesmo tempo que assistíamos.


ALICE VEM COM TUDO

Posted in Livros with tags , , , on 23 de abril de 2010 by RoAnDin

De tempos em tempos a mídia resuscita um clássico. E então lá vem tudo sobre ele: livros [Infinitas e infelizes traduções], discos, filmes, produtos [Que não acaba mais] e agora a bola da vez é Alice No País das Maravilhas. Li o livro quando era muito criança e admito que fui influenciado a relê-lo agora de tanto que se fala novamente na história de Lewis Carroll. Sempre fui apaixonado por toda aquela confusão e loucura aprontada por eles: um gato que só tem sorriso, o constante crescer e diminuir de Alice, sem falar na Rainha que só sabe gritar: “cortem-lhe a cabeça!” Já fiz um post sobre o filme no ano passado quando divulgaram as primeiras imagens e  trazia o Johnny Depp com um “maluco” diastema, sendo que ele vive o Chapeleiro Maluco no filme que chegou ao Brasil hoje [Em alguns lugares a primeira sessão foi na madrugada de hoje]. Na releitura de Alice encontrei algo de Odontologia [Como quase em tudo que faço] e transcrevo abaixo. Essa semana ainda quero tentar ler Alice No País dos Espelhos, esse eu nunca li. Vamos ver o que essa continuação aguarda. E claro esperar pelo filme! Minha entrada já foi comprada para quarta-feira próxima.

Uma das milhares de traduções despejadas nas livrarias...

No capítulo 5: Conselho de uma Lagarta –
(…)
“Está velho”, disse o moço,
“seus dois dentes já estão bambos,
Mas gosta de chupar cana,
Como então não caem ambos?”

“Quando moço”, disse o pai,
“Sempre evitei mastigar.
Foi assim que estes dois dentes
Consegui economizar.”
(…)

No capítulo 10: A quadrilha das Lagostas  –

(…)
E com uma sopa dessas, minha gente,
Quem se importa com a sobremesa?
Quem se importa com a dor de dente?
Uma sopinha quentinha, ou ,ou ,ou…
E a dor de dente já passou.
Uma bela de uma sopa, ou, ou, ou…
E comer agora eu vou!

Estes trechos estão no livro Alice no País das Maravilhas, da Editora Martin Claret, no valor de R$ 12,90 nas livrarias ou R$ 10,00 em alguns sites [Sem o frete tá?]. Eu queria mesmo era uma das duas edições da Cosac Naify, mas a dor de pagar quase R$ 50,00 pelo exemplar me fez repensar. Lewis Carroll que me perdoe, mas optei pela edição mais que econômica da Martin, enfim, imediatamente ele já vai para a casa dos meus pais, onde não falta espaço para guardar meu passado/minha infância.